ITACUA MOTOS
Olá! conecte-se a Itacuã Motos ou Cadastre-se!
ONDE ESTAMOS
Av. Francisco Junqueira, 1500  |  Centro  |  Ribeirão Preto - S.P.  |  CEP: 14010-030
Fone: 16 - 2137.7300
  Motocicletas Empresa Serviços  
   
Yamaha Teneré 250 e Teneré 660Z no Brasil em breve
Tenere 660 no Brasil
Extra! Extra! Extra! A nova Ténéré no Brasil
XT 660Z Ténéré - Em Testes no Brasil
Yamaha finalmente apresenta a XT 660Z Ténéré no Brasil
Yamaha XT 660Z Ténéré, destaque do Salão Duas Rodas, é colocada à prova.
Yamaha apresenta XT 660Z Ténéré
Testamos a nova Yamaha XT 660Z Ténéré
Salão Duas Rodas 2011
Yamaha lançou modelo XT 660Z Ténéré
Teste com a nova Yamaha XT 660Z Ténéré
XT 660Z TÉNÉRÉ
A Herança Ténéré - história
Aceleramos a Ténéré no deserto africano.
Ténéré ao longo da história
Yamaha DT 125 Ténéré
A Rainha das Maratonas Africanas
Camelo mecânico
SUPER TÉNÉRÉ XT 1200Z chegou!
Modelos Ténéré
História da Ténéré
Teneré, à volta e as lentes rosa do passado!
Teste da Nova Yamaha Tenere 250 – 2011
Ténéré 600
História… A saga da Yamaha Ténéré
Yamaha XTZ 250 Ténéré inspirando aventureiros
XTZ 250 Ténéré 2011, enfim a nova Yamaha.
Yamaha Ténéré XT 660 Z: uma motocicleta histórica
XT 660Z Ténéré - Ano 2008
XT 660Z Ténéré detalhes técnicos e cores
XTZ 600/750 Ténéré - A guerreira do Paris Dakar
Comparativo ténéré 660 e ténéré 600
Linha do tempo
XTZ Ténéré ! Comparativo entre a versão nova e a antiga - 25 anos de história.
Exibindo de 1 até 34 de um total de 34
 
Itacuã Motos - Lojas
 
Unidade I
Av. Francisco Junqueira, 1500
Centro, Ribeirão Preto - S.P.
Fone:
16 - 2137.7300
Itacuã Motos - Mapa
 
 
O Lançamento da Linha DT

O Lançamento da Linha DT

No ano de 1967 a Yamaha começa uma pequena revolução: foi o primeiro fabricante japonês a acreditar no mercado para uma motocicleta mista "verde" que tanto andasse em  trilhas como nas estradas; o conceito da motocicleta de trail, suportado pelo sucesso que os rallies no deserto faziam na década de 60. A foto abaixo leva a crer que essas motos foram destinadas ao mercado norte-americano onde a 250cc teve sucesso instantâneo com mais de 8000 exemplares vendidos em 2 meses após seu lançamento.

Foi lançado inicialmente o modelo DT1 de 250cc em 1967. Em 1969 saiu a versão de123cc com o nome de AT1, e poucos meses depois um modelo  E  (Electric) de partida elétrica que trocava o volante magnético de 6V pelo sistema Dynastart de 12V. A versão AT2 seguiu-se em 1971 com sistema de admissão "torque induction" e grafismo diferente.

O AT3 de 1972 mudava somente o grafismo do tanque. Em 1973 por motivos mercadológicos se mudou o nome da 125 de AT para DT e foi lançado o modelo DT360 com 30hp (dura de pedalar e com descompressor). Em 1975 saia o modelo mais possante DT400.  As versões DTMX mono-choque de 125cc saíram em 1977, com o quadro inspirado nos modelos de cross. Finalmente em 1982 foram lançadas as DT125LC refrigeradas a água que ficaram em linha até 1993. 

Foi esta linha que permitiu a Yamaha superar a Honda em vendas  na Europa no ano de 1979.

No Brasil os modelos Trail foram importados com muito sucesso a partir  de 1972.

DTE 125 de 1973

 

DT 125 de 1974

 

 

Nessa época o Edgar Soares representava a fábrica Yamaha com sua loja na rua Barão de Limeira em São Paulo. A primeira importadora independente dos modelos Yamaha foi a "Motorsport", situada na Lapa, Bairro Paulistano/SP, até 1970, quando a Yamaha Motor do Brasil começou suas atividades como importadora. Foram importadas pelas 2 empresas, independentemente, os seguintes modelos todos 2 tempos:  V50(E) 50cc cub monocilíndrica, F5 50cc street monocilíndrica, GI(F) 80cc street monocilíndrica, Y-L1(E) 100cc street bicilíndrica, Y-A7(E) 125cc street monocilíndrica, Y-AS1 125cc street bicilindrica, Y-CS2E 180cc street bicilindrica, Y-DS3(E) 250cc street bicilindrica, Y-R3 350cc street bicilindrica, R3 street bicilindrica.
As siglas utilizadas pela Yamaha significavam,  por exemplo a YDS3E:
Y = Yamaha
D = 250cc (cilindrada) (*)
S = Street (**)
3 = numero sequencial de upgrades do projeto (às vezes com
sub-divisões A,B,C,..., ficando: 3A,3B,3C,...)
E = partida elétrica (***)

(*) F = 50cc
G = 80cc
L = 100cc
A = 125cc
C = 175cc/180cc/200cc
D = 250cc
R = 350cc

(**) S = Street
T = Trail

( * * * ) E = Partida elétrica
F = Partida mecânica

 

TR2 de 1970

 

Foi em 1970 que apareceu a primeira Yamaha de série para competições com cilindrada de 350cc. Era a TR2 que não se chamou TR1 pois a Triumph inglesa já tinha um modelo com essa sigla. Com a cilindrada de 250cc foi lançada em 1971 a TD3 evolução da TD2.

TZ 350 de 1973

TZ 350 de 1973

 

Posteriormente as TD de 250 cc e as TR de 350cc foram unificadas com o nascimento das Yamaha TZ250 e TZ350  com refrigeração líquida, motos que foram várias vezes campeões mundiais entre 1973 e 1975.

LS3 de 1974

YB 50 de 1973

CS3 200 de 1971

RS 125z de 1974

 

 

A Yamaha se instala no Brasil como importadora em 1970 e começa a introduzir diversos novos modelos no Brasil incluindo a F5A de 50cc. Em 1971 começam a ser vendidos os modelo LS2, LT2 a a AG100 apelidada de "fazendeira", todas com 100cc, a AS3 de 125cc e a CS3 com 200cc. Lançada a posteriormente, os modelos YB50 e F5B de 50cc também foram muito vendidos. Em 1974 o LS2 foi substituído pela versão LS3 que junto com a 125cc RS125z tiveram bastante aceitação no Brasil.

TX 500 de 1974

 

Em 1973 chegam as primeiras motos de média cilindrada da famosa linha XS   posteriormente denominada TX  em 500cc, 650 e 750cc. Pouco a pouco a Yamaha ia desenvolvendo um projeto mais ambicioso, que previa a construção de uma fábrica localizada em Guarulhos, SP, nas margens da Rodovia Presidente Dutra que liga o Rio a São Paulo.

XT 500 de 1977

 

Em 1975 a Yamaha introduz o primeiro modelo monocilíndrico de grande cilindrada japonês para trail a XT500. Inicialmente destinado ao mercado dos EUA imediatamente ganha adeptos em todo mundo, principalmente após seus sucessos em rally nos desertos (Paris Dakar e outros). Este motor teve um modelo street lançado simultaneamente, o SR.

Fonte:motosantigas.com.br

 
Menu
Itacua Motos - Seta Home
Itacua Motos - Seta Empresa
Itacua Motos - Seta Serviços
Itacua Motos - Seta Peças e Acessórios
Itacua Motos - Seta Consórcio
Itacua Motos - Seta Mídias
Itacua Motos - Seta Onde Estamos
Itacua Motos - Seta Contato
Itacua Motos - Seta Empresas do Grupo
Itacua Motos - Seta Trabalhe conosco
Itacua Motos - Seta Yamaha no mundo
Itacua Motos - Seta Meus acessos
Itacua Motos - Seta Favoritos
Itacua Motos - Seta Receba nosso News
Itacua Motos - Seta S.A.C
Itacua Motos - Seta Registre sua moto
Itacua Motos - Seta Motos Antigas
Itacua Motos - Seta Galeria de fotos
Itacua Motos - Seta Mapa do Site
   
 
Motocicletas 2020
ITACUA MOTOS - Seta CROSSER 150 S ABS
ITACUA MOTOS - Seta CROSSER 150 Z ABS
ITACUA MOTOS - Seta FACTOR 125I UBS
ITACUA MOTOS - Seta FACTOR 150 ED UBS
ITACUA MOTOS - Seta FAZER 150 UBS
ITACUA MOTOS - Seta FAZER 250 ABS
ITACUA MOTOS - Seta LANDER 250 ABS
ITACUA MOTOS - Seta MT-03 ABS
ITACUA MOTOS - Seta MT-07 ABS
ITACUA MOTOS - Seta MT-09 ABS
ITACUA MOTOS - Seta NEO 125
ITACUA MOTOS - Seta NMAX 160 ABS
ITACUA MOTOS - Seta R3 ABS
ITACUA MOTOS - Seta SUPER TÉNÉRÉ 1200 DX ABS
ITACUA MOTOS - Seta Tracer 900 GT ABS
ITACUA MOTOS - Seta TT-R 230
ITACUA MOTOS - Seta WR250F 2019
ITACUA MOTOS - Seta WR450F 2019
ITACUA MOTOS - Seta XMAX ABS
ITACUA MOTOS - Seta YZ250
ITACUA MOTOS - Seta YZ250F
ITACUA MOTOS - Seta YZ250FX 2019
ITACUA MOTOS - Seta YZ250X
ITACUA MOTOS - Seta YZ450F
ITACUA MOTOS - Seta YZ450FX 2019
ITACUA MOTOS - Seta YZ65
ITACUA MOTOS - Seta YZ85LW
 
   
BNDES
 
Prêmios
         
yamaha
Busca:
Copyright 2011 Itacuã Motos - Todos os direitos reservados.  
Vianett desenvolvimento e administracao sistemas online